sábado, 16 de abril de 2011

TERMINOLOGIA E PRINCÍPIOS DE POSICIONAMENTO

O Posicionamento Radiográfico refere-se ao estudo do posicionamento do paciente, para demonstrar radiograficamente ou visualizar partes específicas do corpo nos receptores de imagens.

TERMOS GERAIS
 Filme Radiográfico e Radiografia:
O filme radiográfico refere-se especificamente à parte física do material onde a imagem radiográfica será exposta. O termo radiografia inclui o filme e a imagem.

Receptor de Imagem (RI): Dispositivo que captura a imagem radiográfica que sai do paciente. Refere-se ao filme-écran ou às imagens digitais.

Raio Central (RC): Refere-se à maior porção central de raios-x dos feixes emitidos pelo tudo; aquela porção do feixe de raios-x que tem menos divergência.

EXAME OU PROCEDIMENTO
RADIOGRÁFICO

1- Posicionamento da parte do corpo e alinhamento do RC.


2- Escolha das medidas de proteção contra a radiação.

3- Seleção de fatores de exposição (técnica radiográfica) no painel de controle.

4- Instrução do paciente para respirar e, em seguida, início da exposição.

5- Revelação do filme.

POSIÇÃO E INCIDÊNCIA
Posição é o termo usado para indicar a posição física do paciente no momento do exame. Incidência descreve a trajetória do raio, ou seja, em qual região do corpo ele irá incidir.


PLANOS E CORTES

São freqüentemente relacionados aos planos imaginários que passam através do corpo em posição anatômica padrão. São eles:

Plano Sagital – É qualquer plano longitudinal que divide o corpo em uma parte direita e outra esquerda.

Plano médio-sagital – Situado na linha média e divide o corpo em partes iguais, direita e esquerda, passando pelo plano sagital do crânio.


Plano Coronal – É qualquer plano que divida o corpo em partes anterior e posterior.


Plano médio-coronal – Divide o corpo em anterior e posterior aproximadamente iguais, passando pela sutura coronal do crânio.


Plano horizontal (axial ou transverso) – É qualquer plano transversal que atravessa o corpo em ângulo reto com o plano longitudinal, dividindo o corpo em superior e inferior.

Plano oblíquo – Plano longitudinal ou transverso que está inclinado ou angulado.

CORTES (Secção) – É a imagem da parte do corpo em fatia.

Cortes Longitudinais ( Sagital, Coronal e Oblíquo) – São feitos longitudinalmente, na direção do maior eixo do corpo ou qualquer de suas partes, independentemente da posição do corpo (em pé ou deitado).

Cortes Transversais ou Axiais (secção transversa) – São feitos em ângulo reto ao longo de qualquer ponto do eixo longitudinal do corpo ou qualquer uma de suas partes.

OBS: As imagens de TC, RM e Ultrassom, são obtidas nessas três incidências ou orientações comuns.

TERMOS PARA PARTES DO CORPO E SUPERFÍCIES

Posterior ou Dorsal – Refere-se àquela parte do corpo observada quando vemos uma pessoa de costas; inclui as plantas dos pés e o dorso das mãos, na posição anatômica.

Anterior ou Ventral – Refere-se àquela parte do corpo observada quando vemos uma pessoa de frente; inclui o dorso dos pés e as palmas da mãos, na posição anatômica.

Plantar – Refere-se à região posterior do pé.

Palmar(volar) – Refere-se à palma da mão; na posição anatômica, é o mesmo que superfície anterior ou ventral da mão.

Dorso:
- – Refere-se à parte de cima ou à superfície anterior do pé.
- Mão – Refere-se à parte de trás ou posterior da mão.


Incidência póstero-anterior (PA): RC penetra pela superfície posterior do corpo e sai pela superfície anterior.

Incidência antero-posterior (AP): RC penetra pela superfície anterior do corpo e sai pela posterior.

Incidências oblíquas AP ou PA: é uma incidência em AP ou PA dos membros superiores ou inferiores que seja obliquada ou rodada, não sendo uma AP ou PA verdadeira. Por esse motivo, é preciso haver um termo que indique para que lado esteja rodada, como rotação medial ou lateral (AP ou PA, conforme a posição anatômica).

Incidências médio-lateral e látero-medial: uma incidência lateral descrita segundo a trajetória do RC. A determinação do lado medial ou lateral é novamente baseada na posição anatômica do paciente.


BUSQUE FELICIDADE...PRA EXISTIR HISTÓRIA, TEM QUE EXISTIR VERDADE!


TERMOS COMUNS DE INCIDÊNCIA

Nenhum comentário:

Postar um comentário